DESEJOS PARA 2019!

O grupo MATAV continuará a defender em 2019 o direito ao acesso irrestrito e igualitário a todo conteúdo audiovisual para pessoas com deficiências visuais e auditivas.

Nossa forma de RESISTÊNCIA contra o preconceito, ignorância e intolerância sempre será produzir cada vez mais legendas descritivas, audiodescrições e diversas formas de acessibilidade para nossos usuários e parceiros.

Desejamos a todos um Novo Ano repleto de coragem, alegria e disposição para tornar o mundo audiovisual cada vez mais inclusivo.

 

post ano novo 1-01.png

#PraCegoVer: Na primeira fotografia colorida há oito membros do MATAV no meio do palco do Teatro Municipal de Bauru. Todos estão vestidos com camisetas pretas de manga curta com a logomarca do MATAV no centro da camiseta. O grupo todo sorri e olha para frente. À direita da imagem há uma cortina preta e no fundo, à direita do grupo, aparecem alguns instrumentos de percussão.
Na segunda fotografia colorida há nove jovens com vendas pretas que sorriem para fazer pose para uma selfie. Eles estão em pé, alguns gesticulam as mãos para a câmera em uma sala de aula com paredes brancas e carteiras ao fundo.
Anúncios

Documentário sobre Acessibilidade na Unesp conta com recurso de legendagem

AcessibiliUnespA estagiária em assessoria de imprensa da ADAP, Ana Raquel Périco Mangili, que também é estudante do último ano de Jornalismo na Unesp de Bauru/SP e colaboradora do Blog MATAV, produziu o documentário AcessibiliUnesp, um curta de 25 minutos de duração e com o recurso de legendagem para surdos e ensurdecidos.

O objetivo da produção foi apresentar um retrato das experiências de universitários com deficiência e a questão da acessibilidade em uma instituição pública de ensino superior, no caso, o campus de Bauru da Unesp. Esse produto audiovisual foi desenvolvido como atividade de uma disciplina do curso da aluna, e teve o apoio da Unesp, da ADAP e do grupo de estudos MATAV (cuja equipe produziu as legendas acessíveis e tradução de trechos legendados do espanhol para o português).

Quatro alunos com deficiência, inclusive a própria autora do documentário (Ana Raquel tem Distonia e deficiência auditiva), participaram das gravações com os seus relatos, além de professores, profissionais e demais alunos que desenvolvem projetos voltados para a acessibilidade dentro da universidade. Dessa forma, é fornecido nesse produto audiovisual um panorama a respeito de como caminha a aplicação de recursos acessíveis na educação pública superior brasileira.

Confira a seguir o documentário AcessibiliUnesp, hospedado no Youtube e com legendas para surdos e ensurdecidos: https://www.youtube.com/watch?v=rorgbPoyA9M

 

Por Ana Raquel Périco Mangili.