Assim Vivemos: Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência

Por Isabeli Bovério dos Santos

Descrição oficial da imagem de capa do evento: Imagem de divulgação horizontal com fundo cor de vinho. À esquerda em letras amarelas e brancas: 10 a 14 de abril. Assim Vivemos Online – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência www.assimvivemos.com.br . À direita, foto de uma mulher negra em uma cadeira de rodas com um sorriso largo. Ela é completamente calva e usa óculos. Está com o braço esquerdo ao longo do corpo e o direito apoiado no braço da cadeira. Usa vestido amarelo com estampa de flores cor de laranja e azuis e bijuterias douradas. Abaixo da foto, escrito em branco: Mona Rikumbi é atriz, dançarina, enfermeira e ativista. Na parte de baixo do convite: Produção: Cinema Falado. Apoio: Centro Cultural Banco do Brasil e Anaísa Raquel Produções. Patrocínio: Secretaria de Cultura e Economia Criativa , Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Pátria Amada Brasil – Governo Federal. (fonte Página do Facebook do Festival Assim Vivemos online)

Realizado desde 2003, o Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência é o mais importante festival de cinema sobre o tema. A edição de 2021 ocorreu entre os dias 10 e 13 de abril e foi totalmente desenvolvida pensando na acessibilidade digital e audiovisual. Além de ocorrer de forma online, devido à pandemia, os filmes foram audiodescritos e legendados com LSE (legendas para surdos e ensurdecidos), e os debates contaram com intérpretes de libras, além de estarem disponíveis no site e no canal do Youtube do festival (https://assimvivemos.com.br/2021/online/#_arte).

Lara Pozzobon, curadora e fundadora do festival, mediou os debates através de perguntas e apontamentos sobre as temáticas e contextos apresentados nas sessões. Ao início de cada debate, os participantes são convidados a se audiodescreverem. 

O Debate 1, realizado no dia dez de abril, recebeu Moira Braga e Lucio Piantino que teceram reflexões sobre os filmes exibidos no dia, sendo eles: “A largura e o comprimento do céu” (França, 1998), “Quem é o último?” (Belarus, 2018); e “O que tem debaixo do seu chapéu?” (Espanha, 2006). A temática dessa sessão foi ‘Arte e Diversidade’. 

Moira, como bailarina contemporânea e consultora de audiodescrição, pôde trazer aos ouvintes sua perspectiva profissional e humana em relação aos cenários abordados nos filmes. Lucio, em contrapartida, como artista plástico e como pessoa com síndrome de Down, comentou sobre a realidade dos artistas com deficiência, além do papel transformador da arte e como ela se relaciona positivamente às expressões de vida em sociedade.

No segundo dia de festival, a temática central foi ‘Vida amorosa e autonomia’, com exibição dos filmes “Ver e crer” (Rússia, 2007), “Beleza desconhecida” (Irã, 2014), “Mona” (Brasil, 2018), “Quando brilha um raio de luz” (Irã, 2010), “Dentro de mim” (Tailândia, 2015), e “O que pode um corpo?” (Brasil, 2020). Os convidados para o Debate 2, foram Mona Rikumbi, atriz, dançarina, enfermeira e ativista, personagem documentada em “Mona”, e Victor Di Marco, ator, diretor, roteirista e idealizador do projeto “O que pode um corpo?”.

Os artistas compartilharam suas impressões sobre a experiência e vivência com autonomia na sociedade e na arte, suas problemáticas, enfrentamentos e conquistas em suas diferentes perspectivas pessoais e profissionais.

No dia 12 de abril, terceiro dia de festival, o tema proposto foi ‘Escola e vida independente’ com exibição dos filmes: “Estrangeiros” (Brasil, 2013), “Uma menina em 10×10” (Myanmar, 2013), “Independente” (Israel, 2015), e “De corpo e alma” (Moçambique, 2010).

Participaram do Debate 3, Lucília Machado – Mestra em Diversidade e Inclusão, jornalista, diretora da “Acessar, Comunicação, Diversidade e Inclusão“ e titular do Podcast “Acessando Lucília” – e Rosangela Bernan Bieler – jornalista, conselheira global em Infância e Deficiência da UNICEF. Foram refletidos assuntos relevantes à diversidade humana e a vida independente apresentados nos filmes, bem como a pobreza sistêmica, o olhar da sociedade sobre a pessoa com deficiência e suas influências na discriminação escolar e educacional, além do papel da LIBRAS na educação e inclusão. As debatedoras trouxeram pontos de vista observados nas suas realidades e no cotidiano escolar/acadêmico dos brasileiros.

‘Autismo e neurodiversidade’ foi o tema do último dia de festival que contou com a exibição dos filmes: “Somos todos Daniel” (Canadá, 2009), “Stimados Autistas” (Brasil, 2020), e “Soluções promissoras” (França, 2012). Cristiano de Oliveiro – diretor do filme “Stimados Autistas” e pós-graduado em audiologia clínica – e Laís Silveira Costa – cofundadora do AcolheDown e Doutora em saúde pública – conduziram o Debate 4. Eles proporcionam uma discussão rica sobre temas como espaço no mercado de trabalho, o papel da família na inclusão, as pressuposições existentes sobre as pessoas com deficiência e o rebaixamento de suas capacidades, além da importância da desconstrução do pensamento social e a representatividade visual e social que a programação do festival trouxe.

O evento abordou temáticas interessantes e fundamentais sobre a vida e realidade social das pessoas com deficiência, abrangendo todos seus aspectos – pessoais e profissionais. Os convidados foram importantes para a discussão dos contextos e tramas apresentados nas sessões fílmicas e puderam aproximar o ouvinte à perspectiva brasileira. Assim Vivemos é indicado a todas as pessoas envolvidas com o ativismo dos direitos das pessoas com deficiência, sejam pesquisadores, familiares, estudantes ou profissionais. O festival reflete um caráter humano, inclusivo, único e representativo de todas as temáticas propostas nos quatro dias do evento.

Para saber mais sobre esta e as próximas edições, siga Assim Vivemos nas redes sociais:

Instagram: https://www.instagram.com/festivalassimvivemos/

Facebook: https://www.facebook.com/assimvivemos/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s