I Simpósio dos Grupos de Pesquisa “Mídia Acessível e Tradução Audiovisual (MATAV)” e “Linguagem e Mídias Sonoras (GELMS)” 

simposio2

Tendo em vista que em outubro comemora-se o mês da acessibilidade no Brasil, o MATAV e o grupo de pesquisa “Linguagem e Mídias Sonoras” (GELMS), do Departamento de Ciências Humanas da UNESP – Bauru,  promoverão um debate pertinente sobre os direitos à acessibilidade aos produtos audiovisuais e oferecerão duas oficinas com profissionais nas áreas de Tradução Audiovisual e Produção sonora.

O evento, que ocorre nos dias 22 e 23 deste mês, tem como objetivo proporcionar a discussão sobre acessibilidade aos meios de comunicação e à cultura em seus diversos contextos. Durante os dois dias do Simpósio haverá:

a) palestras sobre o panorama brasileiro na área acessibilidade cultural e sobre as possibilidades de produção para as mídias sonoras e audiovisuais;

b) oficinas que buscarão oferecer aos discentes e à comunidade externa capacitação nas áreas de audiodescrição e produção sonora.

Os interessados em acompanhar as oficinas e palestras poderão se inscrever nos Departamento de Ciências Humanas (DCHU) da UNESP a partir de 06/10/2014. Serão emitidos certificados de participação e dos workshops. Serão cobradas pequenas taxas no valor e R$ 10,00 para alunos, docentes, funcionários e servidores da FAAC e R$ 20,00 para a comunidade externa.

Confira abaixo a programação do simpósio:

22/10/2014 (quarta-feira)

•9h

–  Abertura (Sala 1A)

– Mesa-redonda: Comunicação e Acessibilidade Cultural

Participantes:

Bell Machado (Audiodescritora e Assessora na Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de Campinas)

Profa. Dra. Lucinéa Villela (Docente do Departamento de Ciências Humanas- FAAC- campus de Bauru)

Profa. Dra. Suely Maciel (Docente do Departamento de Ciências Humanas- FAAC- campus de Bauru)

•14h às 17h

– Workshop de Iniciação à Audiodescrição (sala 1A)

Participantes:

Bell Machado

“A audiodescrição é um recurso de acessibilidade, também chamado de tecnologia assistiva, utilizado para ampliar o entendimento de pessoas com deficiência visual e baixa visão em cinema, teatro, televisão e em todas as atividades nas quais as informações visuais são fundamentais para o entendimento da obra. É esse recurso que permite a verdadeira inclusão cultural e social dessas pessoas na sociedade.
A partir das informações visuais fornecidas pela audiodescrição, a pessoa com deficiência visual poderá melhor elaborar suas idéias ao assistir eventos, sejam culturais, como cinema, espetáculos de teatro, dança, musicais, óperas, desfiles, exposições de arte, mostras de fotografia; turísticos, como caminhadas e passeios em cidades ou no campo, lugares onde a descrição da paisagem é fundamental, museus e zoológicos; esportivos, como esportes radicais, jogos, competições; acadêmicos, como palestras, seminários, congressos, aulas; e sócio-culturais como, feiras culturais e de ciências”

23/10/2014 (quinta-feira)

•9h às 12h

– Workshop de locução (Laboratório de Técnica Redacional) – atenderá no máximo 20 alunos.

Participantes:

Wellington Leite (Mestre em Comunicação Midiática e radialista da Rádio Unesp FM)

•14h

– Palestra “Produção em Mídias Sonoras”

Participantes:

Profa. Elisa Bicudo  (Mestre em Ciências da Comunicação, professora adjunta e pesquisadora da Faculdade Cásper Líbero e Coordenadora de Ensino do curso de Rádio e TV do Centro Universitário Belas Artes. Também é Coordenadora de Programação da Rádio Globo de São Paulo.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s